FITOCOSMÉTICA

A utilização de cosméticos é quase tão antiga como o surgimento do Homem.

Os primeiros cosméticos foram extraídos da flora. Egípcios, gregos e romanos, acreditavam na magia das plantas e as cultivavam-nas para esse, e outros fins como a fitoterapia.

Ultimamente, temos assistido o retorno à vida natural. Cada vez mais, consumimos alimentos integrais, naturais e orgânicos, também vemos os resultados positivos das terapias milenares, como a acupuntura, auariculoterapia, reflexologia, do-in e a aromaterapia, entre outras.

A utilização da terapia com vegetais atravessou milénios até ser confirmada pelas pesquisas científicas, que comprovaram a sua eficácia.

A homeopatia já é um tratamento consagrado para recuperação da saúde e a fitoterapia de tantos milénios, tem conquistado um destaque cada vez maior.

FITOCOSMÉTICA

– A fitocosmética é a ciência que se dedica à pesquisa e aplicação dos extratos vegetais e dos seus princípios ativos isolados, para benefício da saúde e beleza da pele.

– Entre as diversas plantas utilizadas na medicina natural e na fitocosmética, uma das plantas que tem sido merecedora de grande atenção, pela sua elevada eficácia é a Arnica, que apresenta um grande leque de propriedades.

ARNICA MONTANAL

– A Arnica, consagrada pela medicina oficial é hoje considerada uma das plantas medicinais mais populares em todo o mundo.

PARTES UTILIZADAS DA PLANTA

– Utiliza-se as flores e o rizoma (raiz). As flores, após colhidas, devem ser secas em local ventilado à sombra; após estarem completamente secas, são guardadas em caixas fechadas, preservadas da humidade e da luz.

DOSAGEM E MODO DE USAR

(uso externo):

INFUSÃO

– 10g de flores em 150g de água quente, durante 10 minutos; para gargarejos, bochechos e banhos.

TINTURA

– 20g de flores em 100ml de álcool 600 GL. Durante 10 dias.

ESPREMER E FILTRAR

– Conservar em vidro escuro.

– A tintura deve ser diluída em 50ml de água.

– Pode ser usada sob forma de compressas em equimoses, luxações, etc.

SUBSTÂNCIAS ATIVAS

  • Óleo essencial (0,23 a 0,35%)
  • Triterpenos
  • Flavonóides
  • Carotenóides
  • Fitosterina
  • Ácidos orgânicos (caféico e clorogénico)
  • Princípios amargos (lactona sesquiterpênicas)
  • Taninos
  • Resinas
  • Ceras
  • Cumarinas (umbeliferona, escopoletina)
  • Inulina
  • Arnicina (princípio tóxico)
  • Alcalóide (arnicaína)
  • Poliacelilenos

INDICAÇÕES

– O uso externo é a forma mais importante de utilização da Arnica.

– O seu extrato é indicado para aliviar dores e edemas decorrentes de contusões e entorses, combater hematomas, distensões musculares, dores reumáticas, flebite, afecções bucais e de garganta – na forma de enxague e gargarejo

– É usada também pela sua ação antifurúnculos.

Na fitocosmética, este extrato é indicado como estimulante do crescimento capilar, combate o excesso de oleosidade dos cabelos.

Muito eficaz para a reabsorção de equimoses, comuns nos pós-operatórios das cirurgias faciais ou corporais (porém nunca sobre a pele ferida). É ainda indicada como descongestionante sob a forma de compressas frias, sobre as peles congestionadas.

O extracto de Arnica é muito valorizado na cosmética natural, onde é utilizado na formulação de shampôs, loções capilares, sabonetes, géis, tintura hidroalcoólica ou extracto glicólico, em concentrações que variam de 2% a 10%.

CONTRA INDICAÇÕES

– Seu uso interno pode levar à irritação do tubo digestivo.

– É contra-indicada em pessoas sensíveis à planta, durante a gravidez e a lactação.

PAULO KIAI – Vencedor do 4º ANEW GRAND PRIX in BRAZIL 2010. Terapeuta Holístico e Complementar, Consultor Pessoal, Palestrante interativo, e Chef em Gastronomia Saudável com mais de 10.000 atendimentos ao longo de mais de 30 anos de experiência no desenvolvimento e promoção da qualidade de vida profissional e pessoal através de aconselhamentos e diversas técnicas terapêuticas com foco na prevenção e resgate da saúde, equilíbrio, bem-estar e manutenção da harmonia do individuo como um todo. Idealizador, editor e autor de diversos artigos e matérias focados em qualidade de vida publicados no site www.BEMESTAR.net –           Contato: e-mail: paulokiai@gmail.com

Este site não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre um médico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *